Floração de Outono (2015): conheça a "Pata-de-vaca"


Vários exemplares da "Pata-de-Vaca" (Bauhinia blakeana)
acabam de florescer na Lagoa Rodrigo de Freitas (RJ)

As árvores do gênero Bauhinia, conhecidas popularmente como "Pata-de-Vaca" (em referência à forma de suas folhas) contam com mais de 300 espécies.

Só no Brasil podem ser encontradas mais de 200 espécies. Por serem árvores muito ornamentais são utilizadas no paisagismo e na arborização urbana.

Embora haja certa confusão entre leigos, apenas a espécie Bauhinia forficata (o nome 'forficata' vem das folhas em forma de tesoura) é nativa do Brasil.

No Jardim Botânico do Rio de Janeiro há indivíduos dessa espécie cultivados há mais de um século e suas flores alvas costumam desabrochar nos meses de outubro a janeiro, frutificando de julho a outubro.

Nesse final de Outono, contudo, já é possível observar vários exemplares da espécie Bauhinia blakeana (também conhecida como "Árvore-orquídea de Hong Kong"), que acabam de florescer no entorno da Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro (RJ), em uma explosão de flores de cores roxas, num verdadeiro espetáculo que costuma durar alguns meses, adentrando o Inverno.

Também podem ser vistos alguns exemplares de flores de cor lilás, da espécie Bauhinia variegata L. (oriunda da Índia e China), de beleza igualmente ímpar. Nesse caso são popularmente conhecidas como "Unha-de-vaca-lilás" ou "Casco-de-vaca-lilás".


"Unha-de-vaca-lilás" (Bauhinia variegata L.)
(clique para ampliar)

"Unha-de-vaca-lilás" (Bauhinia variegata L.)
(clique para ampliar)

As espécies do gênero costumam oferecer boa sombra e abrigar algumas aves, como esse Bem-te-vi (Pitangus Sulphuratus) que flagramos em um final de tarde, logo após intensa disputa de território (o píleo amarelo ligeiramente elevado - no topo da cabeça - indica seu estado de recente excitação).

"Bem-te-vi" (Pitangus sulphuratus) abrigado à sombra de uma
"Pata-de-vaca" (Bauhinia sp.)
(clique para ampliar)

As folhas de algumas espécies são também utilizadas em infusão por terapeutas alternativos no tratamento da diabetes, mostrando que sua importância vai muito além de seu aspecto estético.

Já conhecia a "Pata-de-vaca"? Gostou desse post? Comente, participe e contribua para a difusão da consciência ambiental.



Cadastre-se

* preenchimento obrigatório

2 comentários:

  1. Marlene Pedras08 junho, 2015

    É maravilhoso estarmos nas ruas ou no trânsito e nos depararmos com uma linda árvore florida em pleno tumulto da cidade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado mãe, herdei esse gosto de você.

      Excluir