Entrevista com Eduardo Brettas


O ilustrador de aves, Eduardo Brettas
(foto: arquivo pessoal)

Oi amigos, tudo bem? Hoje o Aves & Árvores completa seu primeiro ano de existência. Como já havia adiantado no último post, trago em comemoração a essa data uma surpresa especial: a primeira entrevista do blog!

O entrevistado é nada menos que o estimado Eduardo Brettas, um dos maiores ilustradores de aves do Brasil e do mundo.

Mineiro nascido em Ponte Nova (MG), Brettas reside atualmente em Juiz de Fora (MG), onde fica seu ateliê. Brettas é alguém dotado de talento realmente excepcional. Quem conhece seus trabalhos sabe que não estou exagerando. O domínio técnico e o acabamento de suas obras falam por si.

Conheci o entrevistado há cerca de três anos, durante o Avistar Rio 2013, evento que celebra a atividade de observação de aves, e que fora realizado, naquela ocasião, no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, "templo maior" dos "passarinheiros" na Cidade Maravilhosa.

Tive o privilégio, juntamente com outros participantes, de passar algumas horas de uma tarde de sábado recebendo as instruções de Brettas, que nos concedeu ainda a oportunidade de acompanhar uma ilustração sua, feita ali em tempo real. Lembro que só faltava "a ave sair voando do papel"! Aliás, essa impressão é compartilhada pelos admiradores de seu trabalho, basta conferir seus desenhos e chegar à idêntica conclusão.

Ficou marcada em minha memória aquela tarde em que ele nos conduziu para dentro do Jardim Botânico, para que pudéssemos ilustrar as aves do jeito ideal, vendo-as livres na natureza, iniciando logo em seguida os primeiros traços no papel, com base apenas no que conseguimos enxergar em nossas retinas e fixar em nossas mentes.

Por todos esses motivos, Brettas me remete à figura de alguém especial no universo das aves, a quem agradeço a gentileza da concessão dessa entrevista, que vocês poderão acompanhar agora.

Entrevista com Eduardo Brettas

Aves & Árvores: Quando descobriu o talento para o desenho? E a paixão pelas aves?

Eduardo Brettas: Paixão pelo desenho vem de quando eu tinha 6 anos, quando rabiscava meus cadernos de desenho do primário.

Adorava desenhar baleias e cachalotes e sabia inclusive as medidas desses bichos fantásticos. Depois vieram os dinossauros e então as aves já no início dos anos 80, quando comprei um livro, "Atlas da Fauna Brasileira". Tinha desenhos do alemão Ernst Lohse e me apaixonei pelos trabalhos do artista.

Aves & Árvores: A alta qualidade técnica de suas ilustrações é reconhecida internacionalmente. Como desenvolveu essa arte? Teve algum orientador ou foi autodidata?

Eduardo Brettas: Não tive orientação, pois morava em Ponte Nova - MG e a cidade tinha poucos recursos em material e nenhum professor de aquarela.

Tive muitas dificuldades. Ficava olhando os desenhos do Willian T. Cooper, Etienne Demonte e Paul Barruel, imaginando como eles tinham conseguido fazer detalhes tão precisos.

Acho que isso me atrapalhou no desenvolvimento do meu trabalho, eu poderia ter queimado etapas se tivesse tido alguma orientação, mesmo assim eu corri atrás!

Aves & Árvores: É verdade que visitou museus de história natural para estudar os detalhes de espécies de aves difíceis de observar na natureza?

Eduardo Brettas: Isso é importantíssimo, visitei museus em Minas, Rio e São Paulo para obter as cores das aves e informações das etiquetas.

Aves & Árvores: Considera a visita a campo uma etapa importante da ilustração científica?

Eduardo Brettas: Sim, é uma delas. Para quem quer e gosta de desenhar aves é fundamental que estude a morfologia, comportamento, alimentação etc., além é claro de ir a campo para observar e desenhar.

Ateliê de Eduardo Brettas
(foto: arquivo pessoal)

Aves & Árvores: Quanto tempo, em média, leva para finalizar uma ilustração?

Eduardo Brettas: Depende, pode ir de 3 horas para uma ilustração de um guia de campo a pinturas que podem levar até oito dias quando são maiores e necessitam de pintar o ambiente da espécie escolhida.

Aves & Árvores: Que materiais utiliza normalmente para a confecção de suas obras?

Eduardo Brettas: Tintas guache Talens, pincel da Tigre (série 485) e Winsor & Newton (série 7), e papel Fabriano 300g.

Aves & Árvores: Tem uma espécie ou família de aves de que goste particularmente de ilustrar?

Eduardo Brettas: Sou apaixonado pelos Thamnophilidae! São lindos pelo porte, cores e detalhes nas penas.

Aves & Árvores: É possível viver de ilustração científica de aves no Brasil? No momento, está trabalhando em algum projeto?

Eduardo Brettas: Terminei o "Terra Papagalli", livro que foi lançado em dezembro. Atualmente, trabalho em dois grandes projetos, guia de Princeton e Beija-flores. Além disso, realizo trabalhos para galerias de arte e colecionadores aqui e fora do Brasil.

Desenho muito o dia todo, mas viver de ilustração de aves no Brasil para quem está começando é muito complicado. Não temos um bom mercado, nossa educação é deficiente e a concorrência de fora é grande. Temos livros feitos sobre nossas aves sem nenhum pintor brasileiro.

Aves & Árvores: Qual sua mensagem para quem quer se dedicar à ilustração científica de aves?

Eduardo Brettas: Como disse, não é fácil, mas assim que eu atravessei a ponte eu a joguei no chão, então não tinha mais como voltar e segui em frente. Era o único jeito! Tive muito apoio da minha família.

Quem quer, siga em frente, estude e aprenda. Depende de cada um! Precisamos ter mais artistas nessa área, é importante, pois isso fará a profissão ser conhecida e valorizada.

Observação Final

Não poderia encerrar a entrevista sem recomendar as inúmeras ilustrações de Brettas, verdadeiras obras de arte que têm o mérito de capturar nossa atenção à primeira vista, tamanha a beleza de seus traços. Não deixem também de acompanhar outras preciosidades na página pessoal de Brettas, acessando esse link.



Cadastre-se

* preenchimento obrigatório

6 comentários:

  1. Parabéns pelo aniversário do blog! Parabéns pela sua entrevista com Eduardo Bretas! Muito interessante sua trajetória e paixão pela sua arte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado mãe, por comentar. Eduardo é muito talentoso e generoso. É um privilégio poder entrevistá-lo no aniversário do blog.

      Excluir
  2. Parabéns Cristiano! Curto há muitos anos o trabalho do Eduardo, realmente fantástico!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por seu comentário João. Quem dispensa mesmo comentários é o Eduardo, pessoa generosa e de talento ímpar. Grande abraço pra você!

      Excluir
  3. Parabéns pelo aniversário do blog, Cristiano, e essa entrevista ficou adorável e muito interessante. Uma pessoa talentosa que todos admiramos, o Eduardo Bretas. Que beleza seu trabalho nessa entrevista.
    Receba um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço suas generosas palavras, Lucia. Fico muito feliz com sua visita. Que bom que compartilhamos da mesma opinião em relação ao trabalho do Eduardo Brettas, não é mesmo? Um grande abraço pra você também! E volte sempre.

      Excluir