Uma biografia de Alexander Von Humboldt


(Imagem: Divulgação)

Conhecido na América do Sul pela corrente marítima que leva seu nome, o naturalista e explorador prussiano Alexander Von Humboldt teve sua biografia recentemente construída pela escritora Andrea Wulf, na obra The Invention of Nature (disponível em português pela Editora Crítica: A Invenção de Natureza, tradução de Renato Marques), considerado o melhor livro de não ficção de 2015 segundo The New York Times, The Guardian e Time.

Por meio da análise de cartas e diários, a autora refaz os passos de Humboldt pelas Américas e pelo mundo. Com linguagem criativa e romanceada, repleta de apontamentos filosóficos do século XVIII sobre a compreensão da natureza, o livro mostra as relações de Humboldt com Goethe e Thomas Jefferson, dentre inúmeros outros personagens históricos.

Wulf também revela a influência de Humboldt sobre Simón Bolívar em suas lutas pela libertação da América do Sul, e sobre Charles Darwin, que teria admitido não fosse a leitura da Narrativa Pessoal de Humboldt não teria embarcado no famoso navio Beagle, em sua viagem de exploração pelas costas da América do Sul.

Contemporâneo de Napoleão Bonaparte, Humboldt foi pioneiro nas ciências em trazer uma visão ecológica e global da natureza como uma rede interligada de vida, e apontou pela primeira vez as três maneiras pelas quais o homem estaria afetando o clima: desmatamento, irrigação severa e poluição industrial.

Também foi inventor das isotérmicas (linhas de temperatura e pressão que vemos nos mapas meteorológicos atuais) e descobriu o Equador magnético, dentre inúmeras outras contribuições que revolucionaram nossa forma de ver o mundo natural.

O trabalho de Wulf é obra de fôlego que desnuda Humboldt em todas suas múltiplas dimensões: política, natureza e poesia, tudo reunido em uma mente brilhante muito à frente de seu tempo. Livro riquíssimo, obra imperdível para os amantes da natureza e das ciências. Admira que ainda possa ser encontrado nas melhores livrarias do país.


"Pílula Ecológica"


Conforme divulgado pela Revista VEJA (Edição 2525 - 12/04/2017), o estudo Global Tree Research concluiu que o planeta Terra tem 60.065 espécies de árvores, com 30% de sua superfície coberta por florestas. O Brasil se destaca como o país com maior biodiversidade (8.175) e maior ocorrência de espécies endêmicas (4.333).

O estudo usou dados de 500 publicações e, segundo a bióloga Rafaela Forzza, que coordenou o trabalho, traz um dado negativo: o pau-brasil, que na época do descobrimento era encontrado em 3.000 quilômetros da costa, hoje, como se sabe, corre risco de extinção.



Cadastre-se

* preenchimento obrigatório

Nenhum comentário:

Postar um comentário